Início > Devocional > O Ministério da Verdadeira Adoração

O Ministério da Verdadeira Adoração

Olá Personas,

Infelizmente está acabando os estudos que foram disponibilizados para nós do Ronaldo Bezerra. Este é o último de cinco artigos que foram gentilmente cedidos pelo Ronaldo para o nosso Blog.

Neste estudo é listado os três tipos de adoração e adoradores: Os estranhos/estrangeiros, Levitas desviados e os descentes de Zadoque. Estes tipos de adoração e adoradores estão baseados no texto de Ezequiel 44.

Artigos anteriores do Ronaldo Bezerra:

Para acessar os demais guias para ministério/equipe de louvor, clique no link abaixo:

https://adoracaosemlimite.wordpress.com/ministerio-de-louvor/

Tenho recebido um feed back sobre os demais artigos. Tem muita gente imprimindo todos eles e levando para quem não leu ainda. Espero que não fiquemos só na leitura, mas sejamos tocados, mudemos as nossas atitudes e que não vivamos de aparências, mas de um coração quebrantado e transformado pelo Espírito Santo de Deus.

Espero que gostem deste artigo e sejam abençoados em vossos ministérios.

Estarei buscando mais estudos escritos pelo Ronaldo Bezerra e se tiver novidades irei compartilhar com todos.

Não deixe de postar o seu comentário.

O MINISTÉRIO DA VERDADEIRA ADORAÇÃO

“O Pai está a procura de verdadeiros adoradores, aqueles que o adorem em espírito e em verdade…” – João 4: 23.

O Ministério do Santuário no Tempo de Ezequiel

No texto do profeta Ezequiel 44, somos levados a descobrir alguns tipos de adoração e adoradores que devemos considerar com atenção. Deus fala com o profeta seriamente sobre as condições das pessoas que ministram na Sua Casa. Havia três grupos distintos:

1 – Os estranhos/ estrangeiros. (vs 4- 9).

  • Incircuncisos de coração e de carne (vs 7) – Quebraram a aliança, desobedientes.

  • Invalidavam a aliança (vs 7) – Rebeldes e sem compromisso.

  • Cometiam abominações (vs 7) – Vida de pecado

  • Não guardavam as ordenanças (vs 7) – Não obedeciam a Palavra de Deus.

  • Estavam misturados com o povo (vs 8) – Tinham comunhão com os ímpios.

CIRCUNCISÃO: Operação mediante a qual se corta o prepúcio (órgão genital masculino). Esse costume era praticado por vários povos antigos do Oriente Próximo. Entre os israelitas, tinha um significado altamente religioso: era o sinal externo e visível da aliança de Deus com Israel, mediante o qual o circuncidado era formalmente reconhecido como pertencente ao povo de Deus e sinal de purificação (Gn 17: 10- 12).

Adoração Impossível

Aqui temos a descrição de um grupo de pessoas que não podiam adorar a Deus porque não eram verdadeiros adoradores. Eles eram estranhos, estrangeiros, incircuncisos de coração e carne, demonstravam a figura do homem carnal que não discerne espiritualmente nada por estar morto em seus delitos e pecados (Rm 2: 29; Cl 2: 11; I Co 2: 14; Ef 2: 1-3; Mt 22: 32; Sl 115: 17).

O objeto da adoração dessas pessoas era o pecado, a rebeldia e o egocentrismo. É impossível a adoração verdadeira para aquele que não nasceu de novo, que não é uma nova criatura e que não tem o Espírito Santo. A verdadeira adoração só é possível para os filhos de Deus, os que já “não são mais estrangeiros, mas concidadãos dos santos, e da família de Deus” (Ef 2: 19).

Continua…

Anúncios

Páginas 1 2 3

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: