Início > Devocional, Notícias > O Brasil Possui 40 Milhões de Desviados

O Brasil Possui 40 Milhões de Desviados

Olá Personas,

Trago a vocês uma triste realidade. O Brasil possui mais de 40 milhões de evangélicos afastados da casa de Deus. Se hoje eles estivessem fazendo parte da estatística oficial, seríamos quase a metade da população brasileira.

Em uma matéria recente publicada na Revista Enfoque (Cerca de 40 milhões de brasileiros estão afastados da igreja), mostra uma dura realidade dos ex-evangélicos. Muitos já chegaram a serem pastores e hoje estão afastados dos caminhos do Senhor! Quem nunca ouviu falar de histórias parecidas?

Infelizmente eu tenho que concordar com a matéria publicada. Muitas vezes nos preocupamos em levar alguém a igreja e poucas vezes em resgatar os que se afastam. Muitas igrejas estão mais preocupadas em manter os membros atuais, promovendo projetos voltamos para nós mesmos, do que investir em resgatar almas.

As causas dessa saída maciça do povo da igreja se dá várias razões: Mudança de situação de vida, desencantamento com membros e pastores, ocupados demais, dentre outros. Nesta matéria é apresentada uma pesquisa feita nos EUA, que eu tenho certeza que não condiz com a realidade brasileira, mas vale a pena conferir.

Que possamos nos despertar para fazer aquilo que Deus deseja de nós.

Leia abaixo a matéria e deixe o seu comentário:

Cerca de 40 milhões de brasileiros estão afastadas da igreja

Por que há tantos afastados de Deus?

Faz quatro anos que os domingos do eletricista aposentado José Boaventura Boas, 56 anos, não são mais os mesmos. No primeiro dia da semana, ele gosta de ficar no bar com os amigos, jogar dominó, discutir os resultados da rodada, observar as mulheres, beber e freqüentar bailes. Até pouco tempo, ele vivia uma outra realidade. Tinha uma rotina tão agitada que mal conseguia parar para almoçar no dia em que normalmente as famílias se reúnem.

Durante os 25 anos que liderou, implantou e pastoreou igrejas de três denominações da Assembléia de Deus, os domingos de Boaventura começavam cedo com as aulas da escola dominical. Na seqüência, visitava casas de irmãos, doentes nos hospitais e ainda liderava evangelismos nas ruas de Praia Grande (SP). À tarde, quando conseguia um tempo livre, ele usava para preparar a mensagem que ministraria no culto da noite. “O envolvimento com a obra de Deus era um marco em minha vida.”

Entretanto, por causa de desavenças, uma história iniciada em 1º de dezembro de 1979 foi interrompida. Intrigas, mentiras, calúnias e acusações, jamais comprovadas, mas proferidas por seus líderes, o fizeram tomar uma decisão radical: abandonar a casa de Deus.

Boaventura integra uma categoria de crentes que não pára de crescer: os desviados. Estima-se que, atualmente, existam entre 30 e 40 milhões em todo o país. Comparando-se com os dados do último censo populacional, que revelou a existência de cerca de 27,2 milhões de evangélicos, a quantidade de “ovelhas perdidas” é maior do que a igreja oficial. Se esses ex-irmãos que foram evangelizados, discipulados e participaram de cultos permanecessem, a igreja brasileira seria de aproximadamente 70 milhões de crentes, ou seja, quase a metade da população, que é de 180 milhões. Antes de ser vista como uma “ameaça”, a existência desse enorme contingente deve ser compreendida por líderes de todo o Brasil – como um sinal de alerta de que algo não vai bem. Além disso, a realidade mostra que é preciso rever conceitos e práticas para que esse jogo possa ser revertido.

Pastor Sinfrônio Jardim Neto, presidente do Ministério Jesus Não Desistiu de Você, que há 14 anos atua na recuperação de afastados, acredita que a idéia dominante em muitas congregações, que prioriza templos lotados sem se importar com os que saem, é um dos ingredientes que colaboram para o problema acontecer. “Infelizmente, 90% das igrejas não estão preocupadas com aqueles que saíram. Porém, sabemos que buscar a ovelha perdida é uma visão que está no coração de Deus.”

Referência no assunto, com livros publicados e vários seminários e palestras ministrados no Brasil e exterior, ele explica que a reconquista é uma visão que a igreja perdeu ao longo dos anos, mas que atualmente se faz necessária para que os que saíram retornem. “Se a igreja não for atrás dos desviados, a maioria permanecerá no pecado e morrerá sem Deus. Para ser motivada nessa reconquista, a igreja precisa enxergar os soldados feridos com os olhos de compaixão do Senhor Jesus.”

Este, porém, não é um problema exclusivamente brasileiro. Basta lembrar que um dos motivos do enfraquecimento do Evangelho em muitas nações se deu basicamente porque as pessoas deixaram de ir à igreja e passaram a se ocupar com outras coisas. A grande diferença é que, no Brasil, ao mesmo tempo em que saem muitos, outro tanto acaba entrando, o que no final gera um equilíbrio. Para descobrir os motivos da evasão, a Life Way Research (www.lifeway.com) realizou um estudo nos Estados Unidos e percebeu que vários fatores influenciam-na.

Segundo o levantamento, 59% das pessoas decidiram abandonar a casa de Deus por causa da mudança de situação de vida (transferência de cidade, divórcio, nascimento de filhos, morte na família etc.). O desencantamento com os membros e pastores foi apontado por 37% dos entrevistados. A pesquisa também revelou que 19% estavam ocupados demais para participar das atividades da igreja; já 17% disseram que as responsabilidades da casa e família contribuíram para o afastamento. O comportamento dos próprios membros representou 17% dos ouvidos. E outros 12% revelaram dificuldades de envolvimento como maior empecilho.

Foi justamente para descobrir as causas que levam as ovelhas a se perderem que em outubro do ano passado a Faculdade Teológica Sul-Americana (FTSA), em Londrina (PR), promoveu sua V Semana de Estudos com o título “Decepcionados com a Igreja”. O evento, que contou com a participação de acadêmicos, integrantes da comunidade e a presença do pastor Caio Fábio, tentou encontrar respostas plausíveis para questões como: Por que as pessoas se decepcionam com suas igrejas? Quais são os motivos de suas frustrações e desilusões? Que principais motivos levam as pessoas a abandoná-las? “Um pastorado que não busca refletir e entender os motivos que as pessoas possuem para sair da igreja é um pastorado sem a perspectiva do cuidado. Cuidar é se importar”, alerta Jorge Henrique Barro, professor de Teologia Prática da FTSA. “O que deve nos motivar a refletir sobre este assunto é o exemplo de Jesus, que pergunta: ‘Qual de vocês que, possuindo cem ovelhas, e perdendo uma, não deixa as noventa e nove no campo e vai atrás da ovelha perdida, até encontrá-la? E quando a encontra, coloca-a alegremente nos ombros e vai para casa. Ao chegar, reúne seus amigos e vizinhos e diz: Alegrem-se comigo, pois encontrei minha ovelha perdida’”, frisa, citando Lucas 15.4-6.

LONGE DE CASA

Brigas internas, legalismos, decepções com a liderança, sensação de abandono, falsas profecias e promessas de prosperidade não concretizadas são os principais motivos, de uma lista imensa, que levam, cada vez mais, à não-permanência na igreja. Entretanto, é preciso deixar claro que nem todos os afastamentos são motivados por problemas eclesiásticos. Em muitos casos, eles acontecem devido a questões pessoais.

O morador de rua Fábio Paixão França, 37 anos, tem consciência de que seus próprios erros o afastaram do convívio da igreja. Com passagem em três congregações (Cristo é a Vitória, Bola de Neve e Cristo é a Resposta) e uma casa evangélica de recuperação de dependentes químicos, ele roga por uma nova chance: “Eu peço que Deus derrame mais uma gota de seu sangue para que possa ter vergonha e voltar a servi-lo da maneira correta”.
Longe da igreja, os desviados acabam adquirindo características e práticas parecidas. Normalmente, tornam-se arrogantes, frios e indiferentes. Embora estejam vivendo no pecado, ao mesmo tempo, alguns nutrem uma “fagulha de Deus acesa no coração”. O contato com pessoas que vivem longe do Senhor fizeram com que Jardim Neto descobrisse que alguns afastados sentem saudade de Cristo, temem o inferno, possuem a convicção do pecado e até desejam retornar. “Muitos, por acharem que estão livres de Deus, fazem coisas horríveis. Mas ainda existem aqueles que conservam parte do temor de Deus e se esforçam para não se entregarem completamente ao pecado.”

Na internet é possível encontrar páginas, comunidades e salas de discussões que reúnem afastados de várias idades e regiões do planeta. Nesses pontos de encontros virtuais, os membros conversam sobre vários assuntos, mas que geralmente estão relacionados à decisão que tomaram. Muitas vezes, utilizando-se do recurso do anonimato, integrantes abrem o coração e mostram-se arrependidos, como se vê neste depoimento postado na comunidade Desviados que Ainda Amam a Jesus, uma das maiores sobre o tema no Orkut: “Pra mim, foi o fim. Fiquei sem chão, mas depois percebi que teria de procurar um modo secundário de felicidade que nem se comparava à plenitude que eu havia provado ao lado de Cristo”.
Criada na Congregação Cristã do Brasil em Itapira (SP), Karina Felix, 20 anos, também integra uma dessas comunidades virtuais. Há cinco anos, decidiu que sairia da igreja quando descobriu o valor de “usar brinco e vestir calça jeans”. Algo que as rígidas normas da igreja não admitem. Depois de experimentar muitas coisas, namorar, curtir baladas, ela garante que adquiriu uma nova percepção do cristianismo e descobriu que pode alimentar sua fé mesmo fora da doutrina. “Deus está em todos os lugares e cuida de todos os seus filhos. Ele nunca me deixou e eu nunca perdi a fé nEle. Igreja é feita de tijolo e cimento, coisas materiais”, declara. Embora sinta falta de cantar os hinos junto com a orquestra, ela acredita que se sentiria envergonhada se voltasse como se nada tivesse acontecido. “Acredito que eu não volto mais, não tenho forças. Se a volta estiver nos planos de Deus, Ele vai dar um jeitinho, o que é dEle ninguém leva.”

Fonte: Revista Enfoque via Portal Gospel TV

Blessing
Dário

Anúncios
  1. vihhkcy
    18/06/2010 às 18:48

    presciso de ajuda!
    tenho 17 anos tenho um amigo q está desviando ele é da minha igreja e tinha até dons espirituais mas porem o diabo está colocando uma cegueira espiritual e levando ele pro lado do homosexualismo
    todos da igreja estão tentando ajudar ele mas ele “se faz de surdo” finge q naum é nada.
    ainda por cima há alguns irmãos q naum tem entendimento espiritual e ao invez de ajudar o q fazem é o acusar.
    o q faço? todos queremos o ajudar mas ele está assim e naum entende que ele pode se ferir nesse caminho
    por favor me ajudem!

    • Elias
      12/02/2011 às 21:49

      Sei que não é muito,mas, diz prá ele que Jesus Cristo levou uma irmã norte americana no inferno para que testemunhasse para todos que esse lugar existe,e lá ela presenciou que haviam “homens”atrelados uns aos outros e que subia por suas pernas um fogo dilacerando a carne de todos,gritos horripilantes,pedidos de socorro,gemidos,choro ouvia-se,porém,por mais que ela pedisse a Jesus para ajudá-los,Ele disse que nada poderia fazer pelos tais,pois, enquanto vivos deixaram-se levar por desejos incendiados em seu corpo e sua mente fazendo assim a vontade dos demônios da homosexualidade,e agora são réus do inferno,apesar de terem tido a oportunidade de arrependimento várias vezes,preferiram a vontade da carne, entristecendo assim o Espírito Santo de Deus e selando o seu destino. Eu procurei o livro para passar o nome da irmã mas não o encontrei,talvez minha esposa o tenha emprestado a alguém. Eu também estou distante da igreja,mas em Nome de Jesus Cristo em breve voltarei a congregar.(estou em plena vigilância para não errar contra Deus nem contra minha casa) Careço de vossas orações,Deus a abençõe em seus propósitos em o Nome de Jesus Cristo.
      d

  2. delci
    27/06/2010 às 15:28

    querido(a), o que posso lhe dizer é que vc nunca desita do seu amigo, Deus colocou ele em seu caminho, então ore por ele insista ñ desista pis os sonhos de Deus ñ podem morrer, ele tem um proposito em suas vidas;
    Jesus com certeza dará a vc a direção de cm agir com o seu irmão e amigo.
    fique cm Jesus e que ele lhe abençoe sempre.

  3. lianne
    11/02/2011 às 14:17

    Olá,tenho 22 anos e tbm já me afastei do Pai celestial,hoje sou grata a Deus por te-lo aceitado noivamente,vim chorando,com dores emocicionais,perdi a gignidade,intimadade q tinha outrora com Deus,sinto falta disso e aos poucos vou me recuperando,com sequelas ainda que me fazem lembrar de como vivia aquela vida sem Cristo e ainda por cima sabendo que ele tinha coisas mehores para mim, preferindo assim minhas próprias vontades.Começei assim.Tudo começou assim,começei a ir morar fora,sai de perto dos meus pais que mesmo n sendo crentes me davam o devido apoio d seguir minha fé,lá conheci outra vida,pessoas diferentes,cstumes diferentes dos quais tinha,longe da familia da Igreja,fiquei vulneravéis aos ataques malgnos,queria continaur,pedi para Deus que n me deixasse,mas na verdade eu qyue o deixei,passei a ir p a Igreja,mas durou pouco,as pessoas c quem eu morava n sauportava Igreja evangelica,trabalhavam c festas,onde tive q me incluir ao serviço,passeia a ter q usar certas roupas,qe misericordia,o inimigo começou a me usar na vaidade,logo eu q n gostava,na Igreja vc tem q ter um certo limite no jeito d se vestir,sem ser igual ao mundo,começou a ir eu me envergonhar de Deus,n consegui mais manter a fé,hoje quem senti vergonha sou eu por td aquilo que fiz,sentei na roda dos escarnecedores de Cristo por varias vezes,e sei que assim o inimigo ria da minha cara,começei a comer das migalhas dele,e achar q era bom p mim, a sair c pesssoas q tinham a visão errada de Deus,e eu ali,mas hoje me arrependooo,n imagina o q perdi estando longe dele,sofri,me fiz de escrava do Diabo,queria por varias vezes tirar minha vida(isso o inimigo me colocava na cabeça),lembr

  4. 11/02/2011 às 16:15

    me desviei e vivi as piores experiências da minha vida longe do Pai,um pecado vai puxando o outro,o mal tem q ser cortado pela raiz,mtos começam namorando uma pessoa descrente,ou até mesmo deixando d ir a Igreja onde ali podemos encontar forças p vencermos o mal,ou da própria Igreja mesmo q ao invés de nos apoiar fazem é acusar,é tristee,nas piores horas da sua vida ninguém apareci p ti dar uma força,quero dizer q não foi isso q me fez desvair,mas vi mts casos assim ,um lugar onde vc tinha q encontar paz e humildade vc n vê assim,procuram crentes em quantidade não em qualidade,no mundo ninguém é seu amigo,se vc sair da Igreja achando q irá encontar paz esqueci,eu andei por mtos lugares no mundo q foi só a misericordia d Deus em ainda estar viva,vc faz em dobro td q fazia qdo não conhecia a Deus,tudo fica escuro p vc,o inimigo rouba tua visão,teu compromisso com o Pai, te faz de capacho atraindo assim outras almas q estão na Igreja c seu mal exemplo,c suas desculpas,e mtos saem por isso,mas quero dizer q sofri,penei p saber que sem Deus não dá,que é melhor vc sofrer com a certeza da Salvação que viver no mundo e morrer sem ela.Eu cheguei machucada,ferida aos pés do Senhor,se vc n voltar pelo amor volta pela dor.Era uma crente c compromisso no louvor,na adoração e dança,hoje me vejo buscando tudo isso,pq é dificl voltar ao primeiro amor,seu passado vai existir e ele n poderá ser mudado.O inimigo roubou de mim minha diginidade,humldade e compromisso,mas hoje o Senhor está resgatando td isso pq veio d suas mãos..
    Está tratando minhas feridas e me dando um novo recomeço de vida, quero dizer as pessoas q estão desviadas,n deixem o inimigo tapar os olhos de vcs de verem o quaõ lindo é o proposito dele em suas vidas e ele quer te usar nesta geração decadente,vc pode estar quebrado mas ele pode te fazer um vaso novo,te restaurar,não deixe p Depois,e como o filho pródigo volte pq ele te espera de braços abertos pronto p te dar roupas novas,veste limpas e um anel de ouro assumindo outra vez um compromisso com voçê,Volte logo pq ele te ama.
    E aos q qse estão se desviando,n deixa o inimigo roubar o q há d mais precioso em vc ,o compromisso com Jesus Cristo,e qdo menos esperar a vitória vai chegar,é q p ser crente temos q nos sacrificar mesmo,ah uma renúncia de nós mesmos e somos vencedores pq maior é o q está em nóis do q o q está no mundo,Saibam disso!
    Deus abençoe vcsss ricamente.Isso foi só um pouco do meu testemundo,espero q reflita!

  5. Maria
    09/04/2011 às 21:42

    Creio que os maiores culpados por isso são os falsos pastores que só querem se beneficiar da ovelha, tirando-lhe o coro, a lã; enfim, tudo que a ovelha possui.
    Muitos só pensam em suas igrejas cheias, não se preocupam com o ser humano, nem tão pouco com a vida espiritual das pessoas.
    Às vêzes penso: será que eles acreditam realmente em Deus?!

  6. Elane
    07/07/2011 às 17:58

    – A Paz do Senhor!
    A melhoor cooisa, é ORAR, orar, orar, dobrar os joelhoss, choorar, clamar ao Senhor, por essas vidas que estão desviadas, que estão distantes do Senhor, que estão com os corações tão endurecidos, a amá-los, porque só o Espírito Santo pode quebrantar, quebrar esse coraçõess, e trazê-los de voltaa, precisamoss amá-los muitoo, e não desistirr de nenhum deles… e crêr que o Senhor fará grandes abras nessas viiidas, e que nós sejámos canal de bençãos para cada um deles, verdadeiros instrumentos nas mãos do Senhor..!
    Fiquem com Deus!
    Que o Senhor Jesus os abençoe!

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: