Início > Devocional, Notícias > Tolerância Sim, Aceitação Jamais!

Tolerância Sim, Aceitação Jamais!

Saudações meus amigos,

Passo aqui apenas para registrar minha resignação contra a reportagem exibida na Revista Veja, edição nº 2164, de 12 de maio de 2010. A capa já anunciava “Ser Jovem e Gay, A Vida Sem Dramas”. Pois bem, que a mídia de um modo geral defende a causa gay não é novidade pra ninguém. De novelas a reportagens e entrevistas, tudo tem sido feito de modo a defender a causa gay. A Globo mesmo, um dia desses, exibiu um “Profissão Repórter” mostrando uma série de casais homossexuais e seus dramas. Inclusive, um desses casais, duas mulheres, queriam ter o direito de registrar os filhos em nome das duas, como mães biológicas, vez que uma tenha doado o óvulo e a outra tenha gestado a criança. Inadmissível.

Bom, se a mídia quer defender a causa homossexual, que o faça, liberdade de expressão. Agora não me venha passar uma imagem de que é normal e de que todos estão aceitando, pois isso é uma falácia. A abertura da reportagem trás a seguinte chamada “A Geração Tolerância”. Pois bem, a palavra correta é tolerância mesmo! Afinal, não acho correto o radicalismo de alguns grupos que gostam de xingar, achincalhar e até mesmo espancar homossexuais. Penso que tais atitudes sejam incompatíveis com o cristianismo e com aquilo que o próprio Jesus faria. Devemos respeitar e amar essas pessoas, pois a grande maioria precisa de ajuda, por mais que negue, afinal está em contradição com a natureza. Contudo, a palavra “tolerância” jamais deve receber a conotação de “aceitação”, como a mídia quer passar em nossos dias, e como a reportagem quis também, inserindo uma série de estatísticas obscuras e parciais. Além do mais, muitos dos entrevistados eram dos EUA, país onde a causa gay está à mil. Do jeito que a coisa anda daqui a pouco ser heterossexual será vergonhoso.

Falo por mim, e sei que também pela maioria dos jovens cristãos, o homossexualismo jamais terá aceitação no meio cristão! Não significa que jamais aceitaremos os homossexuais, ao revés, sempre serão bem vindos. Aliás, como já tenho destacado há algum tempo, a igreja precisa reaprender totalmente sua cultura no que diz respeito à sexualidade (muito reprimida ao longo dos séculos), e isso inclui o tratamento da questão homossexual. Todavia, não podemos aceitá-la como algo normal, POIS NÃO É NORMAL! É uma contradição à natureza. Não subvertamos os valores!

Mídia manipuladora aqui não! Coloquem o cérebro para funcionar e fiquem atentos meus amigos.

Abraços!

Anúncios
  1. Marjorie Niele
    26/05/2010 às 14:39

    Fico desapontada quando pessoas como VOCÊ,que se diz cristã;faz um post para enfatizar o PRÉ-CONCEITO.Sou cristã e jornalista,e sei que posicionamnetos como o seu só afasta os homossexuais de Deus-o que você sabe sobre anormalidade,para rotulá-los assim?Primeiramente,a mídia faz o papel dela.de relatar a verdade e ir a favor da liberdade..então é necessário se informar antes de censurar a mídia.Segundo,vai fazer evangelismo,vai falar do amor de Deus,e não usa da internet(um ótimo meio de evangelizar)para postar uma mensagem cheia de hostilidade e ódio.
    Fico aberta a discussão!

    • Duarte Henrique
      27/05/2010 às 00:47

      Cara Marjorie,

      Em momento algum quis ser ofensivo ou odioso, se passei essa imagem me perdoe. Somente quis deixar claro que respeito e amor aos homossexuais, obrigação cristã, não deve se confundir com aprovação ao homossexualismo. O que eu sei sobre normalidade nessa área é o seguinte: a heterossexualidade é normal, o resto é anormal. Se não for assim, por que também não aceitar a pedofilia como algo normal? Afinal, também não deixa de ser uma “opção sexual”, concorda? E o que dizer da pederastia? Também é uma “opção”, não é? Pois bem, se você vê normalidade na homossexualidade terá de ver normalidade em qualquer “opção” sexual, isso para ser coerente com o que você mesmo defende. Agora, se você entende, como eu, que a normalidade é a heterossexualidade, então você pode, tranquilamente, dizer que o homossexualismo e a pedofilia, bem como a pederastia e outras “ias” e “filias” não sejam coisas normais. Você acha que se seus pais fossem homossexuais você estaria aqui hoje? É claro que não! Você só está me escrevendo esse email hoje por que um dia seu pai (homem) se engraçou com sua mãe (mulher), e dessa união surgiu você, uma mulher inteligente pelo visto. Isso é normal.

      Tenho profundo respeito pelo homossexuais, pois é meu dever como cristão. Mas não me obrigue a aceitar o homossexualismo como algo normal, pois repito, NÃO É!

      Quanto a mídia, você como jornalista sabe melhor do que eu que existem várias formas de se narrar um mesmo fato. Algumas são legítimas, ou ao menos toleráveis, por serem imparciais. Outras, pelo amor de Deus, são totalmente manipulativas.

      Abraços, também aberto ao diálogo.

      • nanah
        22/06/2010 às 14:18

        “Se não for assim, por que também não aceitar a pedofilia como algo normal? Afinal, também não deixa de ser uma “opção sexual”, concorda?”

        Essa observação que você faz é completamente descabida. A pedofília não é uma opção sexual, pelo menos não de ambas as partes, já que uma criança ainda não tem maturidade para fazer esse tipo de escolha, trata-se de estupro. Concorda? Então está completamente fora de questão comparar a pedofília a homosexualidade, onde o sexo acontece porque as duas partes estão desejosas disso.
        Você é inteligente, escreve bem, pena que a religião cega as pessoas. Sugiro que você se debruce sobre a questão e encontre melhores argumentos para condenar e colocar a homossexualidade no patamar da “anormalidade”.
        Eu não entendo porque a igreja sempre se preocupou tanto com a sexualidade dos seus fiéis, condenando até os dias de hoje, absusrdamente, o uso de preservativos. Talvez essa preocupação tão latente, seja pelo que acontece nos seus bastidores, o que tem se tornado palco de grandes cenas de pedofília.

    • matheus
      15/07/2010 às 10:26

      o que voce chama de preconceito é o que se chama norma de comportamento
      homossexualismo não é normal, as pessoas vem para a igreja do jeito que estão, mas não permanecem assim. As igrejas têm de deixar isso bem claro para quem está chegando

  2. Lady
    27/05/2010 às 10:01

    Duarte e seus artigos tão polêmicos quanto interessantes!!!!rsrsr
    Sobre esse tema como cristãos deveremos levantar um debate à luz da Palavra de Deus. E esta é bem clara sobre o assunto (I Conrintios 6:10).
    Acredito que você,Marjorie, assim como muitas outras pessoas que conheço confundem a não aceitação como uma forma de preconceito. O que nao é verdade!
    Eu também não aceito e nem quero aceitar o homossexualismo como uma forma normal de relacionamento. E se assim procedermos estaremos indo contra a palavra de Deus que nos manda não nos conformar com este século. E qual é conformismo do século? Achar normal usar drogras drogas, álcool e praticar sexo (de suas várias formas, hetero, homo, bi)e etc.
    Se nós, como igreja do Senhor, acharmos isso normal. que diferença faremos??? É claro que pelo fato de não acharmos normal não quer dizer que sairemos por ai levantando a bandeira contra as pessoas que tais coisas praticam.
    Eu tenho amigos que são homossexuais e todos eles sabem qual a minha opiniao sobre o assunto. E sempre que tenho oportunidade falo do amor de Deus para com eles.
    O nosso dever como cristão para com essas pessoas é mostrar-lhes um Deus de amor, pois o Deus do fogo consumidor eles já conhecem.

    abs

  3. Rosana
    01/06/2010 às 14:08

    Fico tão feliz ao encontrar em meio a uma enxurrada de tolices, alguém q fale uma linguagem tão clara e consistente em relação à um assunto tão polêmico.
    Meu amado irmã você tem o dom das palavras, e esse dom foi dado por Jesus, continue a propagar a palavra de Deus e Seus ensinamentos.
    Saíba porém que muitos irão se elvantar com grande ira contra ti, mas maior é o que está em nós do que o que está no mundo.
    Não nos conformemos com as práticas que desagradam a Deus, amemos sim os homosexuais, mas NUNCA a sua homosexualidade. Pois não se pode amar a dois senhores: Deus e o mundo. Pois há de se amar mais a um e menos a outro.
    Então sejemos sim cristão cheios da graça e misericordia de Deus para acolher aqueles que quizerem deixar as transgreções e voltar para os braços do Pai, mas sem nos deixar intimidar pelo que o mundo vai achar a respeito de nosso posicionamento.

    Que o amor do Pai, do Filho e do Espírito Santos seja com todos.
    Conhecerei a verdade, e a verdade vos liberta-rá.

    Amém

    • Duarte Henrique
      06/06/2010 às 19:40

      Continuemos juntos minha irmã, precisaremos de muita lucidez nesses útlimos dias…

      Abraços!

  4. Paulo
    06/06/2010 às 17:00

    Quem é você para falar ser gay/bi não é natural….

    • Duarte Henrique
      07/06/2010 às 01:58

      Paulo, sobre o que é ou não é normal no tocante a opção sexual, vide a resposta dada a marjorie.

      Abraços!

  5. ana
    07/10/2010 às 15:55

    “O que eu sei sobre normalidade nessa área é o seguinte: a heterossexualidade é normal, o resto é anormal.”

    Bom, meu nome é Ana, eu trabalho, estudo, tenho uma família e amigos, vou ao cinema, à padaria, à festas, caminho no parque. Não é você que vai me dizer que eu não sou normal.
    Lembro um cara, tentando me evangelizar dizendo que eu não queria olhar para luz, que queria viver nas trevas, sem a coragem de ver a verdade.
    Eu digo o seguinte: VOCÊS NÃO SÃO A VERDADE. VOCÊS NÃO TEM A VERDADE.
    A verdade é pessoal.
    Eu tive um namorado uma vez. Eu, com 15 anos, achava que era frígida por não sentir prazer com ele. Você sabe o que é isso na cabeça de um adolescente? É NORMAL?
    Aos 17 descobri que eu não era frígida. Descobri que eu podia sim sentir prazer, que eu podia ter uma relação SAUDÁVEL com uma pessoa, que eu podia SER FELIZ. Foi minha primeira namorada. ISSO É NORMAL?
    Eu não estou pedindo a “ACEITAÇÃO” de ninguém. Vivo minha vida do jeito que eu quero, fazendo aquilo que EU considero MELHOR PRA MIM.
    Só quero que quando qualquer um de vocês abrir a boca pra dizer pros outros o que é normal ou não, lembre-se: o mundo é imenso, as pessoas são diferentes, o que faz bem pra você não necessáriamente faz bem pro outro, o que é certo pra você não necessáriamente é certo pra todos. A diversidade de cultura, opiniões, visões de mundo É ISSO QUE É NORMAL. E não o padrão de vida cristão. É só um dos muitos pontos de vista. TODOS NORMAIS.

    • Duarte Henrique
      13/10/2010 às 22:57

      Ana, eu entendo seu sentimento. No estou querendo parecer puritano ou coisa parecida. Mas perceba que quando disse normalidade, sequer me remeti a qualquer conceito cristo. Para mim a heterossexualidade algo que a prpria natureza julga como sendo a regra, pois somente uma relao sexual assim pode gerar a vida! Se voc acha que tudo relativo, tem de aceitar a idia, por exemplo, de que a pedofilia algo normal, o pedfilo uma cara cuja opo sexual gostar de crianas. Ou voc tambm ser preconceituosa e entrar em contradio? O mnimo que o homossexual honesto pode fazer admitir que seu comportamento no o ideal, ao menos do ponto de vista da natureza.

      Abraos, e sempre a disposio. Beijos!

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: